bass trap

O que é bass trap e para que serve?

O bass trap é o grande parceiro de quem trabalha em estúdios e home studios de tamanho modesto.

Por via de regra, salas pequenas possuem problemas nas frequências mais baixas, devido ao comprimento de onda da frequência ser muito próximo das dimensões do lugar.

Logo, você vai ouvir mais grave do que realmente tem (e até mesmo ouvir menos do que realmente tem). Então, precisamos aplicar tratamento acústico para minimizar esses problemas!

Hoje, vou explorar mais sobre o que é um bass trap e para quê ele serve. Vamos dar uma olhada?

O que é um bass trap

O bass trap é um painel acústico construído especialmente para absorver frequências abaixo de 250 Hz. Essa frequência não é uma via de regra, já que diferentes projetos possuem diferentes faixas de atuação, mas é um bom ponto de começo.

Diferente de um painel acústico comum, o bass trap possui mais camadas de materiais (como chapas de MDF, borracha ou até mesmo alumínio). E para que tenha a máxima eficiência no tratamento acústico, deve ser posicionado nos cantos da sala ou em 25, 50 e 75% da maior dimensão da sala.

Para quê serve e como funciona o bass trap?

Na maioria das salas de home studios os modos da sala (a frequência que tem o comprimento de onda igual a uma das dimensões da sala) está dentro do alcance que ouvimos. Por isso é muito comum termos problemas com o grave em 70,80,90 Hz e assim por diante.

O objetivo do bass trap é atuar nessas frequências e garantir a qualidade do nosso monitoramento! O bass trap ajuda na atenuação e absorção das frequências baixas. Ele atua absorvendo essas frequências e melhorando a resposta da sua sala de mixagem ou gravação.

O bass trap pode funcionar a partir de duas propriedades físicas: velocidade ou pressão.  Bass traps de velocidade transformar energia cinética em calor. Já os bass traps de pressão possuem uma membrana que vibra conforme a pressão da onda, e cria uma ressonância contrária à onda, atenuando-a. Por isso, bass traps de pressão são muito conhecimentos como bass traps de ressonância.

Como funciona o bass trap?

A maioria dos bass traps são “absorvedores de velocidade”. Ou seja, eles absorvem frequências transformando energia cinética em calor. Quando a onda chega até o bass trap, os diferentes materiais geram atrito e fazem com que a onda perca energia, perdendo velocidade e sendo absorvida/atenuada.

Existem outros tipos de projetos de bass trap, sendo o segundo mais famoso o bass trap de ressonância. Esse tipo de bass trap é um absorvedor de pressão e funciona melhor onde a pressão é maior e a velocidade é zero. Esse ponto é próximo a parede mais próxima. Ou seja, o ponto onde a pressão é máxima é contrário ao ponto onde a velocidade é máxima.

 

É possível “afinar” painéis de ressonância para que eles vibrem em uma frequência específica. O exemplo mais famoso são os absorvedores Helmholtz. Porém, não recomendo que você construa ou compre um desses sem ter medidas bem detalhadas da sua sala. Em vez disso, prefira absorvedores de ressonância broadband (frequência larga).

 

 

limp mass absorber bass trap
Limp Mass Absorber – Exemplo de bass trap de ressonância ou pressão.

O projeto básico de um bass trap

O projeto básico de um bass trap é bem semelhante ao de um painel acústico comum. Mas com algumas modificações é possível alcançar resultados muito melhores, sem criar um rombo no bolso!

Talvez o projeto mais famoso de bass trap é o conhecimento como “superchunk”. Ele preenche todo o canto com lã de alta densidade e fazer um fechando com MDF e tecido ortofônico.

127 - Bass Trap super chunk type

Sinceramente, eu não acho que esse é o projeto mais eficiente. Você vai gastar MUITA lã e é quase impossível mudar o trap de lugar se for necessário.

O projeto que mais gosto é o do Edu Silva com algumas modificações:

bass trapAlguns macetes aqui:

  • Use uma lã mais espessa (de 50mm);
  • O painel frontal deve ter 3mm, ele vai atuar como uma membrana;
  • O painel do fundo deve ter 9mm, ele reflete a onda e permite que o trap seja mais eficiente;
  • Sele todos os cantos do painel com silicone ou outro selante;
  • Não se preocupe tanto com os espaços entre a lã e as placas.

Os melhores materiais para bass trap

Não existe muito segredo ao montar bass traps. Você vai precisar de:

  • Lã de Rocha de alta densidade (32 Kg/m3 já é suficiente);
  • MDF para as chapas;
  • Pinus ou outra madeira bruta para a estrutura;
  • Tecido ortofônico para o revestimento (eu gosto do Oxford. Bom, bonito e barato. 😉 );
  • Pregos e parafusos;
  • Grampos para prender o tecido.

Onde colocar o bass trap

Os cantos da sala (a junção entre paredes, piso e teto) são os pontos onde a pressão do ar é menor, logo, a “velocidade” da onda é maior. Esse é o grande motivo para colocar bass traps de velocidade nos cantos (que são os mais comuns).

Bass traps de pressão são mais eficientes próximos a parede (onde a velocidade é zero e a pressão é máxima, lembra?). Os designers de estúdio recomendam que você coloque esses bass traps no centro das dimensões da sala (em 50% da medida). Esses é o ponto onde os modos da sala se manifestam mais, pelas características físicas da onda sonora (mesma amplitude em diferentes ângulos de polaridade).

Para ser ainda mais eficiente, coloque bass traps de pressão broadband também em 25% e 75%. Assim você aproveita uma regra conhecida como 1/4 wavelength rule. Falaremos mais sobre ela no futuro. 😉

Pensando em colocar bass traps na sua sala? Recomendo que dê um pulo nesse link: bass traps para tratamento acústico. Se tiver dúvidas, me conte os comentários.

Receba os melhores conteúdos sobre áudio
Ebooks, posts e vídeos exclusivos direto no seu inbox.
CONFIRMAR
É gratuito e você pode se descadastrar quando quiser. 🙂