brick walls

Isolamento acústico: o que é, como fazer e quais os principais materiais

Todo músico já passou pela experiência de tocar em casa e receber reclamações de que “está muito alto”. O mesmo acontece com produtores musicais e músicos com home studios. E é aí que o isolamento acústico entre em cena.

Para diminuir nossas dores de cabeça com vizinhos sempre tentamos fazer alguma coisa para isolar o som e incomodar menos quem anda reclamando.

Mas afinal, o que é isolamento acústico?

Apesar de ser confundido com frequência com o tratamento acústico (ou absorção acústica) o isolamento sonoro tem propriedades e teorias bem diferentes!

Quer saber o que é isolamento acústico? Acompanhe!

O que é isolamento acústico.

Isolamento acústico é uma técnica para impedir a transmissão de som entre ambientes. Bem simples, certo?

Essa barreira criada é feita através de materiais pesados, ou seja, que possuem muita massa.

Para provar essa teoria é bem simples, coloque uma chapa de isopor e uma de madeira lado a lado e emita qualquer som através de uma fonte sonora de um lado, enquanto você tenta escutar do outro.

A diferença de massa entre as chapas é o que irá influenciar o isolamento, impedindo a transmissão do som. Qualquer fresta é um ponto fraco do isolamento.

O ditado diz que onde passa luz, passa som.

A Lei da Massa

Engenheiros adoram teorizar e criar fórmulas.

Assim, a ideia de que quanto mais massa maior o isolamento foi estudada a fundo e algumas conclusões bem interessantes surgiram disso.

A primeira é que ao dobrar a massa de um fechamento (como uma parede, por exemplo) o índice de redução sonora aumenta em 6dB.

Ou seja, dobrar a massa é igual a mais 6dB de redução, ou de isolamento acústico.

Quanto maior a massa menor a vibração da superfície e consequentemente menor a probabilidade de transmitir sons.

Só de curiosidade, podemos aplicar a Lei da Massa tanto para paredes simples quanto para paredes duplas (vamos falar mais sobre isso já já):

Lei das massas para uma parede simples:

R = 13.3log(m.f)-22.5(dB)

  • m : massa parede por m2(Kg/m2)
  • f : frequência em Hz que deseja calcular o isolamento

Lei das massas para uma parede dupla:

R(dB)=13.3log(m1+m2)+20log(f)-35.7

  • m1 : massa da parede 1
  • m2 : massa da parede 2
  • f : frequência em Hz que deseja calcular o isolamento

Isolamento acústico vs. absorção acústica

Provavelmente a principal dúvida de quem se aventura a pesquisar sobre isolamento acústico é entender a diferença entre isolarabsorver.

PS: se você quer um guia completo sobre como fazer tratamento acústico, recomendo que leia esse post aqui.

Isolar é impedir que o som ou a vibração passem de uma sala para outra. Seja de forma mecânica (entre objetos, como de um amp de baixo para a estrutura da sala) ou por propagação (uma onda sonora que atravessa uma parede e faz com que a estrutura vibre).

A absorção procura atenuar diferentes ondas dentro do mesmo ambiente, sem necessariamente impedir que elas “passem” para outros ambientes. Um exemplo de absorção são painéis acústicos construídos com materiais porosos como lã de rocha ou vidro.

Eles transformam a onda sonora em calor por fricção, mas não impedem que a onda se propague para outros ambientes.

Recapitulando: isolar é impedir a passagem, absorver é controlar.

Principais materiais para isolamento acústico

Os materiais que realmente isolam o som não são as espumas, difusores e absorvedores que vemos nos estúdios.

Esses materiais tem outra função. Para isolar precisamos de massa!

E massa vem através de materiais como madeira maciça, blocos de cimento, tijolos, mantas de borracha, tapetes espessos, vidros e vários outros.

Blocos de cimento e tijolos são os fechamentos mais comuns para paredes.

isolamento acústico alvenaria
Exemplo de isolamento acústico com paredes de alvenaria.

Uma técnica muito usada é a construção de uma parede de alvenaria e uma segunda parede de gesso (dry-wall) recheada com lã de rocha. É uma forma mais em conta  (e sustentável) de melhorar o índice de isolamento acústico dos ambientes.

isolamento acústico drywall
Exemplo prático de paredes em drywall construídas para isolamento acústico

Vidros são, obviamente, usados em janelas e vãos que precisam de contato com o outro ambiente.

Quanto mais espesso o vidro melhor seu índice de isolamento. Uma técnica muito usada e o uso de dois vidros com uma leve inclinação entre eles (entre 6 e 8 graus).

isolamento acústico vidro janela
Exemplo prático de vidros em isolamento acústico

Madeira maciça é comum em portas. É um material fácil de ser trabalhado e moldado em diferentes formatos.

isolamento acústico porta madeira
Porta de madeira maciça para isolamento acústico

Pisos flutuantes (que não estão em contato com as paredes)são desacoplados através de mantas de borracha, ou outra plataforma de elevação,  que servem como absorvedores de vibração mecânica. Toda a vibração é dissipada e não chega até a parede ou piso com sua força inicial.

isolamento acústico piso flutuante
Exemplo de piso flutuante

Também podemos separar esses materiais em categorias, o que ajuda bastante na hora de escolher o ideal para cada tarefa.

isolamento acústico
Exemplo de propriedades acústicas básicas

Isolantes

Os materiais isolantes são aqueles que possuem muita massa. São eficientes em impedir que o som se propague entre ambientes. Os principais são:

  • Tijolo/alvenaria;
  • Madeira maciça;
  • Ferro/metal.

Refletores

Os materiais refletores são aqueles que refletem a onda sonora propagada sob eles. É importante lembrar que os materiais isolantes também são refletores, já que são superfícies rígidas!

Outros materiais refletores que podemos citar são:

  • Chapas de metal;
  • Painéis de madeira;
  • Vidros.

Difusores

Materiais difusores refletem a onda propagada sob eles de forma diferente. Em vez de refletirem exatamente a onda original, o objetivo é difundir essa onda para que ela perca potência. Os difusores são muito eficientes em estúdios para aumentar a sensação de espaço. Por via de regra, qualquer superfície irregular pode ser utilizada como um difusor.

Absorventes

Por fim, temos os materiais absorventes (que compõem painéis acústicos e bass traps). Qualquer material poroso pode ser considerado um material absorvente. A principal característica aqui é a densidade do material. Quanto mais denso ele for, mais eficiente será (e também maior será a sua zona de atuação em diferentes frequências).

Materiais de absorção são muito utilizados para melhorar o conforto acústico de ambientes, já que eles reduzem as reflexões sonoras.

Alguns materiais absorventes mais conhecidos:

  • Lã de rocha;
  • Lã de vidro;
  • Lã de pet;
  • Espuma expansiva.

O segredo das paredes duplas

Para otimizar o isolamento acústico de ambientes uma técnica muito usada é a de paredes duplas.  Ao contrário do que se acredita, fazer uma parede mais espessa não é a solução definitiva para o isolamento. Na verdade, quanto mais materiais diferentes entre os ambientes, melhor.

O princípio disso é que o coeficiente de isolamento não é linear, ou seja, o índice de isolamento não aumenta sempre de 6 em 6 decibéis com a Lei da Massa diz.

A cada vez que a espessura cresce, o número de decibéis que são isolados não é proporcional.

Para melhorar esse coeficiente são criadas paredes duplas, que na verdade possuem 3 materiais em contato com as ondas sonoras.

Um exemplo clássico é uma parede feita de: tijolo, ar, tijolo. Isso é feito simplesmente deixando um espaço entre as paredes.

Para melhorar ainda mais o coeficiente de isolamento é possível colocar algum material isolante (ou até de absorção como a lã de rocha ou vidro) para melhorar esse coeficiente.

isolamento acústico parede dupla
Projeto de uma parede dupla com alvenaria, material poroso, espaçador de drywall.

Isolando portas e janelas

Portas e janelas são os maiores desafios ao isolar um ambiente isolado acusticamente.

Isso acontece porque geralmente essas estruturas são frágeis e apresentam várias frestas. Lembra daquela brisa gelada que entra no seu quarto de manhã? É dela que estamos falando.

Para tratá-las opte por estruturas maciças, tanto de madeira quanto de metal.

Atualmente existem opções de PVC que são muito interessantes e até atendem os padrões de isolamento da ISO.

Vidros duplos (e espessos) são o ideal, mas se não for possível, opte pelo mais espesso que você achar.

Nas portas coloque borracha no ponto de contato da porta com o batente para minimizar qualquer passagem de ar e de som.

isolamento acústico janela
Exemplo de janela dupla para isolamento.

Concluindo

O isolamento acústico de estúdios e qualquer outro ambiente costuma custar caro.

Mas quebrando um pouco a cabeça e procurando opções mais em conta, é possível fazer um trabalho muito bom.

Se você deseja uma dica sobre onde começar, aqui vai: comece pelas portas e janelas. Tente selar o ambiente o máximo possível, já que esses são os pontos fracos da maioria dos quartos e salas!

Use os comentários para me contar suas experiências com isolamento! Aproveite para curtir e compartilhar esse post. Até mais!

Receba os melhores conteúdos sobre áudio
Ebooks, posts e vídeos exclusivos direto no seu inbox.
CONFIRMAR
É gratuito e você pode se descadastrar quando quiser. 🙂